sábado, 11 de abril de 2009

HOMEM PROCURA MULHER

"Falo várias línguas e procuro uma mulher que fale uma língua que eu ainda não conheço. É imperativo gostar de ler jornal e tomar capuccino na cama no domingo e, se possível, nos outros dias da semana. Gosto de natureza, mas à distância. Se você não gosta de grandes cidades nem me escreva. Fora isso, também é imperativo gostar de teatro, cinema e literatura (pode ser teatro de bulevar, best-seller e Holywood). Detesto esnobismo, sobretudo intelectual. No mais acho que a vida sexual se inventa a dois, cada vez de uma maneira diferente. Sou estritamente monogâmico, de monogamias sucessivas. Tudo isso para ser lido com senso de humor. Contato por e-mail."
(Contardo Calligaris)

Eu me candidataria e reproduzo o texto em versão masculina.
O mais interessante é a abertura para as surpresas da vida e para aprender com o novo e diferente porque muita gente quer mesmo alguém igualzinho para que não haja discussões de pontos de vista e onde também não existe aprendizado, não é necessário ceder e não é preciso pensar porque os casais seguem a inércia de uma vida em comum esmagada pela imposição de um dos parceiros ou simplesmente fazem sempre o mesmo caminho. Quero mais!


Ps.: Mais Contardo por Tripfm.

Um comentário:

Feliperas França disse...

Capuccino, bom pra curar tempestade. Tempestade, bom pra tomar capuccino.

Mudar o sabor da pizza se inventa a dois.

Capuccino?

Por favor, o meu sem açúcar. Faça "sal" ou faça chuva.